Mandioca


Mandioca (Manihot esculenta), da família das euforbiáceas, tem origem sul-americana. Também chamada de macaxeira e aipim, cultivada há séculos pelos indígenas, acabou sendo aproveitada por colonizadores europeus.

A produção mundial soma 214,5 milhões de toneladas. A área cultivada com mandioca no Brasil alcança 1,9 milhão de hectares, com produtividade média de 14 toneladas/hectare.




 
Mandioca brava

Certas variedades de mandioca apresentam elevada quantidade de ácido cianídrico, sendo tóxicas para mamíferos se consumida crua. O cozimento elimina o ácido cianídrico.

Mais produtiva e rústica, a mandioca-brava é utilizada na fabricação de farinhas. Já as variedades "mansas" são consumidas diretamente na mesa.

Farinha

Consome-se mais farinha de mandioca que mandioca crua no Brasil. O consumo per capita de farinha é de 3,7 kg/ano, contra 1,0 kg/ano da mandioca in natura.

O maior consumidor de mandioca é o porto-alegrense, com 3 kg/habitante/ano; na farinha, ganha fácil a população de Belém, com 34 kg/habitante/ano.

Origem

Os indígenas brasileiros eram, essencialmente, povos plantadores de mandioca. De cultivo simples e adaptada a solos pouco férteis, a mandioca rapidamente tornou-se alimento dos escravos e dos pobres.

Farinha e fécula de mandioca faziam, por aqui, o papel do trigo Europeu.

Fécula

Também conhecido como fécula, o amido de mandioca é um pó fino, branco, sem cheiro nem sabor. Trata-se de um carboidrato de grande uso na confeitaria. Excelente emulsor de carnes, dá liga em salsichas e linguiças. Pode ser adicionado à farinha de trigo na fabricação de pães e macarrão.

A indústria de papel e papelão utiliza a fécula de mandioca para dar corpo, colar e oferecer melhor resistência a seus produtos. Por esse motivo, a fécula tem sido muito valorizada no mercado mundial.

Saiba mais

Sistemas de produção/Embrapa
http://goo.gl/PIyIQ 

Variedades para a Bahia/Seagri
http://goo.gl/mFGm9 

Características/Belquior B. da Silva e outros/Esalq
http://goo.gl/2iR5m 

Associação Brasileira dos Produtores de Amido de Mandioca
http://goo.gl/nkNW9