Amora


Amora (Morus spp.) da família das moráceas, é originária da antiga Pérsia, atual Irã. O cultivo no Brasil começou na década de 1970, no Rio Grande do Sul. Hoje se espalha pelas regiões Sul e Sudeste.
 
Existem variedades de amoreira rastejantes, conhecidas como amora-selvagem (Rubus ulmifolius). Origem da amora preta, pertence à família das rosáceas, a mesma da framboesa.
 
Bicho da seda

A amora-branca (Morus alba), nativa da China, fornece as folhas como alimento básico da lagarta do bicho-da-seda. Ao tecer seu casulo, o inseto elabora o precioso fio.
 
Sericicultura é o nome que se dá à criação de bicho-da-seda (Bocubyx mori). Explorado em 50 países, a produção mundial atinge 95 mil toneladas de seda, liderada pela China (69%) e a Índia (16%). O Brasil (2,7%) produz 2,5 mil toneladas, especialmente no Paraná (80%).

Competência

A cultivar de amora-preta (blackberry) Tupy, desenvolvida pela Embrapa, recebeu premiação da Sociedade Americana de Horticultura. Lançada em 1988 pelo pesquisador Alverides Machado dos Santos, da Embrapa, a cultivar revolucionou os plantios do continente norte-americano. Ver 
http://goo.gl/MCKrP

Saiba mais

Como fazer mudas?
http://goo.gl/Jtjj3

Amora preta/Associação dos Pequenos Produtores de Frutas de Vacaria/RS.
http://goo.gl/pasI5