Agricultura Antiga

No Império Romano nasce a organização rural, base do campesinato posteriormente conhecido na Idade Média.

A força despendida era, essencialmente, humana. Progressivamente a domesticação de animais permitiu a utilização de bois e cavalos para o trabalho.

Maias

A antiga civilização Maia (que viveu nos séculos 4 a 9 a.C., nas atuais Guatemala e Honduras) praticava notável agricultura, baseada no milho, no feijão e na batata.

Astecas

Mais tarde, o povo Asteca (séculos 14 a 16, México) implantou sistemas de irrigação desenvolvidos, cultivando milho, pimenta, tomate e cacau.

Incas

Os Incas viveram na Cordilheira dos Andes (séculos 13 a 16, Peru, Bolívia) e se destacaram pelos terraços - degraus irrigados cultivados nas montanhas.

O milho era o alimento sagrado desse povo. Eles domesticaram a lhama, a vicunha e a alpaca, que também lhes forneciam lã, carne e leite.

Subsistência

A agricultura antiga se caracterizava como atividade de subsistência, ou seja, produzia-se a comida da própria família ou da tribo. Não existia troca ou venda de produtos.

Mitologia

Deméter era mãe de Perséfone. Hades, deus do mundo subterrâneo apaixonou-se por Perséfone a raptou levou-a para seu reino subterrâneo. Deméter desesperada com o desaparecimento da filha saiu a sua procura sem descansar, se esquecendo dos cuidados com as lavouras e os campos. Durante o tempo em que Deméter ficou fora a terra tornou-se estéril, o gado morreu e os grãos não germinaram. Sem comida a população sofria de fome e doenças. Devido a situação caótica em que estava a terra, Zeus ordenou a Hades que devolvesse Perséfone, porém Hades já a havia desposado. Zeus então ordenou que Perséfone passaria 06 meses com a mãe e 06 meses com o esposo. Durante o período em que Perséfone passava com a mãe, a terra era fértil (primavera / verão) e os outros 06 meses, infértil. Esta foi a forma dos gregos explicarem as estações do ano e conseguinte a produção agrícola. (Colaboração de luisbarbin@yahoo.com.br)  (Colaboração de   ))))