Agricultura Orgânica

A origem da agricultura orgânica baseia-se nas observações que Sir Albert Howard fez, no começo do século XX, a partir dos métodos indianos de agricultura.

Ela exclui o uso de produtos químicos sintéticos e valoriza a diversidade dos plantios. Adota o princípio básico de que a sanidade vegetal depende do húmus do solo.

Pratica-se a agricultura orgânica em uma centena de países. Ocupa 24 milhões de hectares cultivados, sendo 10 milhões na Austrália (principalmente pastagens), 5,5 milhões na Europa, 3 milhões na Argentina, 1,2 milhão na Itália e 1 milhão nos Estados Unidos.

A Alemanha lidera a produção orgânica na Europa, com 34,5% do valor produzido, calculado em $17,1 bilhões de euros. Seguem a França (17,5%) e Reino Unido (12,3%).

Existem na Alemanha 22 174 fazendas orgânicas, com área plantada de 1 001.211 hectares, representando 5,9% da área plantada no país.

Existem 400 mil propriedades orgânicas no mundo, com movimentação financeira global de 38 bilhões de dólares (2006).