Seringueira

Seringueira (Hevea brasiliensis), da família das euforbiáceas, é nativa da Amazônia. Árvore de grande porte, cuja seiva branca (látex) origina a borracha natural.

Tailândia (31,5%), Indonésia (28,4%) e Malásia (12,3%) lideram a produção mundial, de 10,1 milhões de toneladas.

Declínio

Até a década de 1950, o Brasil liderava a produção mundial de borracha natural. Hoje esse quadro se inverteu: a produção interna alcança apenas 108 mil toneladas, o que corresponde a 1,36% do mundo, a nona posição.

O Brasil é o sexto maior consumidor mundial de borracha (natural e sintética), com 3,3% do total. A China lidera com 26,2%, seguida por Estados Unidos (10,5%) e Japão (9,1%).

Importações

As importações de borracha começaram em 1951. Hoje o Brasil produz apenas 29,8% da demanda interna de borracha natural, onerando a balança comercial em 1 bilhão de dólares.

Heveacultura

No Brasil, a área cultivada com seringueiras ocupa 120 mil hectares. São Paulo apresenta heveacultura em 60 mil hectares, seguido de Mato Grosso, com 25 mil hectares, e da Bahia, com 20 mil hectares.

O restante da área se distribui entre Espírito Santo, Minas Gerais e Goiás.

São Paulo

Ao contrário do que se pensa, São Paulo é o maior produtor nacional de borracha (53%).

Amazônia

O extrativismo, baseado na coleta de látex das árvores nativas da Amazônia, representa apenas 2,2% da borracha produzida no país.

Os seringais paulistas são os mais produtivos do Brasil, com produtividade média de 1.300 quilos de látex/hectare.

No extrativismo da Amazônia, um seringal comum contém uma árvore de seringueira por hectare. A produtividade é baixíssima.

Saiba mais

Informações setoriais
http://www.seringueira.com/

Cultivo/Ceplac
http://goo.gl/rFTYB

Seqüestro de carbono/Embrapa
http://goo.gl/TAHTE

Clones e enxertia/Embrapa
http://goo.gl/pkx8R 

Sombreamento de cafezal/IAC
http://goo.gl/bsL9i

Programa Seringueira/IAC
http://goo.gl/70EPE 

Enxertia e sangria/Marcos Mamoru (video)
http://goo.gl/VFsFV