Rami

Rami (Boehmeria nivea), da família das urticáceas, tem origem asiática. O cultivo do rami se destaca na China e nas Filipinas.

No Brasil se destacou na região de Londrina, no Paraná. Pouco produzido atualmente.

Rizoma

O rami é multiplicado por rizomas, espécie de caule subterrâneo de onde brotam as plantas, que atingem 3 metros de altura. Suas fibras são longas e resistentes, porém abrasivas.

A lavoura dura vinte anos, com três a quatro colheitas anuais. Sua principal utilização é em produtos têxtil mas, também é usada como forrageira como volumoso e pelo teor proteico.

Saiba mais

Informações técnicas: têxtil e alimentação/Romeu Benatti Jr
http://goo.gl/6iqX7