Trigo

Trigo (Triticum aestivum), da família das gramíneas, tem origem africana, asiática e europeia, cultivado na Mesopotâmia há sete mil anos antes de Cristo.

O trigo é o cereal mais produzido no mundo, com 607 milhões de toneladas.



Pão

A fabricação de pão (55%) lidera o consumo de farinha de trigo no Brasil, seguida da fabricação de macarrão (34%) e da confeitaria (11%).

O trigo foi introduzido no Brasil no século XVI, pelos portugueses. A produção nacional, de 6 milhões de toneladas, é liderada pelo Paraná (53,1%), seguido do Rio Grande do Sul (34,1%).

Autosuficiência

O Brasil nunca conseguiu ser autossuficiente em relação ao trigo. A produção tem variado nas últimas décadas, enquanto o consumo aumenta sem parar, ultrapassando 10,2 milhões de toneladas.

As importações advêm principalmente da Argentina.

Duro

O trigo duro (triticum durum) é uma espécie tetraplóide (2n = 28 cromossomos). Oocupa 9% da área plantada de trigo no mundo, destacando-se no Canadá e na Itália.

Com grãos maiores, mais pesados e, claro, mais duros, sua farinha é amarela e a massa oriunda dela é menos elástica e, portanto, menos apropriada à produção de pães com levedura, como o filão.

Por isso mesmo, é valorizado na fabricação de massas para macarrão.

O trigo duro é suscetível a doenças e sensível à presença de alumínio no solo, apresentando-se pouco produtivo no Brasil.

Entretanto, pesquisas recentes começam a lançar variedades adaptadas, como as desenvolvidas pelo Instituto Agronômico (IAC).

PH

A avaliação da qualidade do trigo pelo PH (peso hectolítrico), pesando um volume de 100 litros, foi instituída na França, no tempo de Luís XIV.

Esse índice mede a relação entre o peso de seu endosperma, mais denso, e a casca do grão, mais leve. Quanto mais elevado, melhor qualidade terá o trigo. Aceita-se um PH mínimo de 65.

Frio

A lavoura de trigo exige frio intenso para bem produzir. Por isso é cultivado no inverno, especialmente no Sul.

As condições de produção na Argentina sempre foram superiores, e o preço do trigo importado sai mais barato que o da produção interna.

Genética

Existem espécies de trigo (gênero Triticum) diplóides, tetraplóides e hexaplóides, que apresentam, respectivamente, 7, 14 e 21 pares de cromossomos.

O trigo comum, utilizado na panificação, é hexaplóide (2n = 42 cromossomos).

Joio

Parecido com o trigo, o joio (Lolium temulentum) é uma gramínea pertencente à família das poáceas. Nos campos de cultivo, o joio só se diferencia do trigo, visualmente, no momento da frutificação. É conhecido também por Cizânia.

Consumo

O consumo brasileiro per capita de pão está em 28 kg/ano, sendo mais elevado no Sul/Sudeste: 35 kg/ano. Na Argentina, chega a 83 kg/ano.

O consumo per capita de trigo no Brasil é de 52 kg/ano, contra uma média mundial de 85 kg/ano.

Joio

Parecido com o trigo, o joio (Lolium temulentum) é uma gramínea pertencente à família das poáceas. Nos campos de cultivo, o joio só se diferencia do trigo, visualmente, no momento da frutificação. É conhecido também por Cizânia.



Consumo

O consumo brasileiro per capita de pão está em 28 kg/ano, sendo mais elevado no Sul/Sudeste: 35 kg/ano. Na Argentina, chega a 83 kg/ano.

O consumo per capita de trigo no Brasil é de 52 kg/ano, contra uma média mundial de 85 kg/ano. 



Saiba mais

Cultivares/IAC
http://goo.gl/CAVKF

Cultura no Paraná/Embrapa
http://goo.gl/vRiMI 

Cultivares/Embrapa
http://goo.gl/jHWzP 

Cultivo/Embrapa
http://goo.gl/NB5aX

Mercado/Cepea
http://goo.gl/kLqfz 

Cotações/Agrolink
http://goo.gl/VFwo2 

Mirante, nova variedade/Ottoni Rosa Filho (video)
http://goo.gl/h6fFC